Contagem regressiva para implementação do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos

16 de fevereiro de 2018

Indústria farmacêutica sinaliza crescimento em 2018

Após quatro anos de quedas, e até certa desvalorização, o crescimento do setor produtivo vinculado à fabricação de remédios vem sendo retomado no Brasil desde o último trimestre de 2017.

De acordo com especialistas, a retomada da confiança no empresariado brasileiro passa pelas aprovações da reforma trabalhista e reforma da previdência. Segundo levantamentos, a indústria farmacêutica é destaque.

O crescimento da Indústria Farmacêutica

Uma pesquisa da consultoria PwC mostrou que, de 2007 a 2011, as vendas de medicamento no varejo cresceram 82,2%. A pesquisa também garante que, apesar das oscilações no PIB (Produto Interno Bruto), o mercado de medicamentos tem se mostrado resiliente e robusto.

De acordo com outro levantamento da Interfarma, só em 2016, as vendas aumentaram em torno de 13,1% mesmo com a elevação dos preços em 12,5% – o que representou a maior taxa de aumento desde os anos 2000. A receita da venda de medicamentos genéricos subiu 14,7%.

A líder, em termos de faturamento, foi a classe dos “analgésicos, narcóticos e antipiréticos”. Em seguida, estão os “antidepressivos e estabilizadores de humor”.

Diante da perspectiva de uma maior formalização do SNCM (Sistema Nacional de Controle de Medicamentos), estima-se a possibilidade de um aumento ainda maior nas vendas, uma vez que a segurança com relação aos produtos aumentará.

Fale conosco

Mensagem