9 de janeiro de 2018

Anvisa foca em distribuir inovação em agências federais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) quer propagar experiências bem-sucedidas em inovação no cenário federal

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) finalizou o ano de 2017 promovendo um seminário para compartilhar experiências voltadas à inovação e ao design thinking. O objetivo é trazer todo esse cenário de inovação às agências reguladoras federais e à prestação do serviço público.

A mesa de discussões foi coordenada pelo diretor-presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa,  e contou com participação de autoridades do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão; da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O porta voz da Anvisa não deixou de destacar que a agência já tem incorporado medidas de inovação em busca de uma maior eficiência nos processos e projetos. A diminuição das filas para a liberação da entrada de produtos para a saúde no Brasil é uma busca constante por meio de novos processos de certificação de medicamentos.

De acordo com Jarbas Barbosa, o LAB-i Visa – laboratório de inovação da agência -, “terá papel fundamental para que boas ideias não sejam frustradas por não encontrarem uma metodologia adequada que resultem em mudanças efetivas de processos e na melhoria dos serviços”.

O SNCM (Sistema Nacional de Controle de Medicamentos), que está em fase de implementação, pode ser compreendido como uma dessas boas ideias que está se transformando em projeto graças aos recursos empregados no processo.

Todo esse controle em âmbito nacional da cadeia de medicamentos passa por um sistema de rastreabilidade que será colocado em prática. O início do processo foi feito ainda em maio com a aprovação da RDC 157. Veja aqui como serão realizados os testes para o processo de rastreabilidade.

Para ficar por dentro das soluções de rastreabilidade da R&B – Rastreabilidade Brasil, acesse o link.

Fale conosco