Contagem regressiva para implementação do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos

29 de abril de 2021

Pfizer está desenvolvendo pílula para tratamento da COVID-19

Nova pílula da Pfizer para tratamento da COVID-19 pode estar disponível até o final do ano.

O medicamento oral, ainda em fase experimental, da Pfizer para tratamento inicial (assim que forem apresentados os primeiros sintomas) da COVID-19 pode estar disponível até o final do ano ao público, conforme indicado pelo CEO da Pfizer, Albert Bourla à CNBC na terça-feira (26/04).

A empresa, que desenvolveu a primeira vacina autorizada COVID-19 nos EUA com a farmacêutica alemã BioNTech, iniciou em março um ensaio clínico em estágio inicial testando uma nova terapia antiviral para a doença. O medicamento faz parte de uma classe de medicamentos chamados inibidores da protease e atua inibindo uma enzima de que o vírus precisa para se replicar nas células humanas.

Os inibidores de protease são usados ​​para tratar outros patógenos virais, como HIV e hepatite C. Se os testes clínicos forem bem e a FDA (Food and Drug Administration) aprovar, o medicamento pode ser distribuído nos EUA até o final do ano, disse Bourla ao “Squawk Box” da CNBC.

Especialistas em saúde dizem que o medicamento, tomado por via oral, pode ser eficaz porque as pessoas recém-infectadas com o vírus podem usá-lo fora dos hospitais. Os pesquisadores esperam que o medicamento impeça a progressão da doença e evite idas ao hospital. Além da droga, a Pfizer ainda está testando sua vacina em crianças de 6 meses a 11 anos. A vacinação de crianças é crucial para acabar com a pandemia do coronavírus, dizem autoridades de saúde pública e especialistas em doenças infecciosas.

No início deste mês, a empresa pediu ao FDA para expandir sua autorização de vacina para adolescentes de 12 a 15 anos, depois que a vacina foi considerada 100% eficaz em um estudo. Bourla ainda disse à CNBC que está “muito otimista” de que o FDA aprovará o uso da injeção em adolescentes.

Fonte: CNBC

Fale conosco

Mensagem