Contagem regressiva para implementação do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos

17 de maio de 2017

PF apura fraude relacionada a remédios sem regulação da Anvisa

Operação iniciada no Distrito Federal suspeita de repasse indevido na compra de remédios.

A Polícia Federal deu início, no último dia 8, a uma operação especial que visa desvendar a existência ou não de uma fraude relacionada a compra de medicamentos de alto custo.

Ainda sem aprovação definitiva da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para circular livremente no mercado, o medicamento Soliris pode ser usado por quem sofre de Síndrome Hemolítica Urêmica atípica (SHUa), uma doença degenerativa que incentiva a formação de coágulos sanguíneos pelo corpo.

Um levantamento feito só na Justiça Federal do DF identificou 900 pedidos por esse remédio. Até setembro de 2016, já tinham sido gastos cerca de R$ 560 milhões com a sua aquisição.

Sem mencionar nomes diretamente, a investigação realizada até então supõe que a indústria farmacêutica pague advogados e associações de pacientes por fora para a realização de pedidos à Justiça pelo remédio.

Fale conosco

Mensagem