Contagem regressiva para implementação do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos

29 de maio de 2017

Pesquisa mostra que automedicação é realidade entre brasileiros

Levantamento realizado pela NZN Intelligence traçou perfis e avaliou que 68% dos brasileiros mantêm a prática da automedicação.

A NZN Intelligence, uma das principais empresas com soluções para publicidade e comunicação, realizou uma pesquisa envolvendo 2.500 pessoas.  Para 68% dos entrevistados, a primeira medida ao sentir um mal-estar é se automedicar.

O mesmo estudo comprovou outro fato: a automedicação tem sido estimulada, inclusive, pelo livre acesso às informações na internet. Cerca de 37% dos entrevistados afirmaram recorrer à rede para pesquisar eventuais sintomas e tratamentos.

Os medicamentos mais consumidos por conta própria no Brasil são os analgésicos (88%), seguidos pelos anti-inflamatórios (67%) e os antiácidos (48%). Os menos consumidos, por sua vez, são os homeopáticos (7%), os controlados (5%) e os utilizados para emagrecer (5%).

Entre as pessoas que vão à internet, existe também a porcentagem que ainda prefere consultar a família, os amigos, ou até mesmo partir para soluções de tratamento caseiras, como compressas e chás.

No universo da pesquisa, apenas 16% dos entrevistados reconheceu ir à farmácia para buscar um tratamento mais especializado, e outras 14% disseram ir ao médico. De acordo com o Ministério da Saúde, 60 mil pessoas foram internadas por complicações causadas pela automedicação entre 2009 e 2014.

Fale conosco

Mensagem