Contagem regressiva para implementação do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos

20 de fevereiro de 2020

Grandes redes de farmácia faturaram 53 bilhões em 2019

As 23 redes afiliadas à Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) movimentaram R$ 53,46 bilhões em 2019, um aumento de 11,14% sobre 2018. É o melhor desempenho do grande varejo farmacêutico desde 2015.

Os dados acima foram compilados pela Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (FIA-USP). As empresas associadas detêm um market share de 44% do setor, mesmo representando pouco mais de 10% das 78 mil farmácias em operação no país.

“A recuperação é sólida e não se baseia em aumento de preço nas lojas, mas em uma alta no volume de unidades de produtos comercializadas. Isso permite prever que, em 2020, teremos a maior taxa de expansão dos últimos sete anos”, avalia Sergio Mena Barreto, CEO da Abrafarma. Ainda de acordo com o executivo, a retomada do emprego e a melhoria do poder de compra dos brasileiros, ainda que de forma lenta, contribuiu para o resultado.

A venda dos medicamentos isentos de prescrição (MIPs) e os chamados não medicamentos – itens de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos – exerceram maior influência na performance. Este último registrou alta de 11,11%, contabilizando R$ 17,13 bilhões. Já a comercialização dos MIPs avançou 20,82% no período e totalizou R$ 9,12 bilhões. A venda geral de medicamentos chegou a R$ 36,32 bilhões, um incremento de 11,15% em relação ao período entre janeiro e dezembro de 2018. Já os genéricos movimentaram R$ 6,06 bilhões e registraram uma evolução de 10,38%.

Ao todo, mais de 2,68 bilhões de unidades foram comercializadas e o volume de atendimentos ultrapassou 974 milhões. O número de funcionários e colaboradores nas farmácias passou de 129 mil para 133 mil, dos quais 24,5 mil são farmacêuticos. Os profissionais estão distribuídos nas 7.974 lojas em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. O número de estabelecimentos que operam 24 horas cresceu 11%, passando de 853 para 947 no período.

Confira o comparativo abaixo com a evolução entre 2018/2019:

Fonte: Pfarma

Fale conosco

Mensagem